MATÉRIAS

Felipe Augusto anuncia Plano Gradual de Reabertura da Economia em quatro fases

O prefeito de São Sebastião, Felipe Augusto, anunciou em uma transmissão ao vivo, na noite desta quinta-feira, o Plano Gradual de Reabertura da Economia no Município. A proposta tem quatro fases, a segunda delas, com flexibilização das atividades, começa no dia 1º de junho com a abertura de algumas atividades comerciais com restrição.

A partir de segunda-feira, escritórios, lojas, estúdio de pilates, escolas de natação, auto escola e academias poderão realizar atendimento individual.

Os salões de beleza poderão ter dois profissionais e dois clientes a partir da segunda fase a partir de 1º de junho.

Bares, restaurantes e similares funcionarão por delivery ou retirada dos produtos pelos clientes.

Os ambulantes de alimentação poderão trabalhar nas praias de segunda a quinta-feira nessa fase, já aqueles que trabalham em praças e outros espaços públicos estão liberados durante toda a semana.

As lojas de departamento permanecem fechadas e hotéis e pousadas poderão funcionar somente com autorização da Prefeitura para serviços essenciais.

A fase três, prevista para 15 de junho, prevê uma maior flexibilização para algumas atividades e outras ficam sob análise.

No plano, há os protocolos sanitários, que incluem medidas como distanciamento social, regras de higiene pessoal, sanitização de ambientes, comunicação para os clientes e monitoramento da quantidade de clientes nos estabelecimentos e estado de saúde dos funcionários.

Felipe Augusto ressaltou que a mudança de fase está condicionada a uma taxa de ocupação hospitalar de até 50%. “Por isso, peço aos empresários que reabram seus comércios com responsabilidade”.

Impostos e taxas

O prefeito anunciou também que a sexta e sétima parcelas do IPTU, assim como ocorreu com as duas anteriores, terão os seus vencimentos prorrogados para 10 de dezembro.

Já o ISS com vencimento entre julho e dezembro pode ser pago em cota única com 20% de desconto até 30 de julho ou parcelado até 15 de dezembro.

As licenças de ambulantes e artesãos foram prorrogadas e novas medidas devem ser anunciadas nos próximos dias.
Fonte/Reprodução: Radar Litoral.

Caraguatatuba confirma sexta morte por Covid-19 e Ilhabela registra primeiro óbito

Caraguatatuba confirmou a sexta morte por Covid-19, segundo boletim divulgado nesta quinta-feira (28) pela Vigilância Epidemiológica do Município. Já Ilhabela confirmou a primeira morte pela doença.  A região tem agora 10 mortes confirmadas e 598 casos de coronavírus.

Trata-se de um homem, de 50 anos, que estava internado desde o dia 6 de maio na Casa de Saúde Stella Maris e veio a óbito na quarta-feira (27/05). O paciente fazia parte do grupo de risco e testou positivo em laboratório credenciado pelo Ministério da Saúde.

Caraguatatuba registra atualmente 155 casos confirmados da doença, sendo seis óbitos. Há ainda 81 casos em investigação, sendo um óbito.

Os casos positivos estão divididos da seguinte forma: Aruan (03); Britânica (1); Barranco Alto (04), Califórnia (01); Capricórnio (01); Caputera (01); Casa Branca (01); Centro (06); Estrela D’Alva (05); Gaivotas (08); Jetuba (02), Indaiá (19); Ipiranga (02); Jardim Jaqueira (01); Jaraguá (01); Jaraguazinho (05); Jardim do Sol (01); Jardim Maristela (01); Martim de Sá (06); Massaguaçu (10); Morro do Algodão (06); Olaria (01); Pegorelli (02); Perequê-Mirim (08); Poiares (11); Pontal Santa Marina (04); Porto Novo (03); Ponte Seca (01); Praia das Palmeiras (05); Recanto do Sol (dois); Rio do Ouro (04); Sumaré (03); Tarumã (01); Tinga (05); e Travessão (04). Caraguatatuba também atendeu sete pacientes de Ubatuba; dois de São Paulo; cinco de São Sebastião; e dois de Ilhabela.

O boletim aponta ainda 669 casos descartados, sendo 15 óbitos. São 2.645 notificações por síndrome gripal.

Ilhabela

Ilhabela registrou o primeiro óbito por coronavírus. O paciente, morador no arquipélago, foi internado e faleceu em Sorocaba.

O secretário de Saúde, Gustavo Barboni , afirmou que o protocolo do Ministério da Saúde determina que o caso seja contabilizado para a cidade onde o paciente mora.

Ilhabela contabiliza 46 pacientes contaminados pelo coronavírus. Desse total, há 37 recuperados, sete em acompanhamento domiciliar e um internado em estado grave, além da morte registrada. 

São Sebastião

A Prefeitura de São Sebastião, por meio da Secretaria de Saúde, informa que o município registrou 344 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19).

Ao todo, 7.366 pessoas foram testadas no município.

A cidade registra dois óbitos de moradores relacionados à doença, além de uma veranista que passava a quarentena no Município, onde pode ter contraída a doença, e de um pescador de Itajaí.

 Há três pessoas internadas com sintomas de síndrome respiratória e 197 pessoas recuperadas da doença.

Ubatuba

Ubatuba tem 53 pacientes de coronavírus, sendo 45 recuperados, cinco internados e um óbito. Os demais cumprem quarentena domiciliar. Há ainda 279 casos descartados e 14 sob investigação.

Fonte/Reprodução: Radar Litoral.

Sistema frontal pode provocar ondas de até 4,5 metros em alto mar e ressaca nas praias do Litoral Norte, alerta Marinha

A Marinha do Brasil, por meio do Centro de Hidrografia da Marinha (CHM), informa que a passagem de um sistema frontal e a circulação dos ventos pós-frontal poderão provocar agitação marítima com ondas, em alto-mar, de direção sudoeste a sul, com altura entre 3,0 e 4,5 metros, entre os estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro até a noite desta quinta-feira (28/5). O alerta é válido para os navegantes. Ainda de acordo com a Marinha, esta condição é favorável a ocorrência de ressaca do mar na faixa litorânea.

Por esta previsão do CHM, a ressaca do mar esta prevista entre quinta e sexta-feira (29/5). A Marinha do Brasil mantém todos os avisos de mau tempo em vigor no endereço eletrônico https://www.marinha.mil.br/chm/dados-do-smm-avisos-de-mau-tempo/avisos-de-mau-tempo.

Adicionalmente, as informações meteorológicas podem ser visualizadas na página do Serviço Meteorológico Marinho no Facebook, no link: https://www.facebook.com/servicometeorologicomb/, e por meio do aplicativo “Boletim ao Mar”, disponível para download na internet e que foi desenvolvido em parceria entre a Marinha do Brasil e o Instituto Rumo ao Mar (Rumar). Alerta-se aos navegantes que consultem essas informações.

*na foto, a orla da praia Massaguaçu, em Caraguatatuba, nesta quarta-feira (27/5)

Fonte/Reprodução: Radar Litoral.

Governo do Estado anuncia “retomada consciente” das atividades comerciais

O governador João Dória anunciou, durante coletiva no Palácio dos Bandeirantes, a flexibilização de algumas atividades econômicas, chamada de “retomada consciente”, a partir da próxima segunda-feira (01/06).

As normas do Estado autorizam prefeitos de cidades a conduzir e fiscalizar a flexibilização de setores segundo as características dos cenários locais. Os pré-requisitos para a retomada são adesão aos protocolos estaduais de testagem e apresentação de fundamentação científica para liberação das atividades autorizadas no Plano São Paulo.

A escala será aplicada a 17 regiões distintas do território paulista, de acordo com a abrangência dos DRSs (Departamentos Regionais de Saúde), que são subordinados à Secretaria de Estado da Saúde. São os DRSs que determinam a capacidade de atendimento, transferências de pacientes e remanejamento de vagas de enfermaria e UTIs nos municípios.

O chamado “Plano São Paulo” tem cinco fases:

– Alerta Máximo (Fase de contaminação com liberação apenas de serviços essenciais)

– Controle (Fase de atenção, com eventuais liberações)

– Fleixbilização (Controlada, com maior liberação de atividades),

– Abertura Parcial (Decrescente, com menores restrições)

–  Normal Controlado ( Controle da doença, liberação de todas as atividades com protocolos)

O Litoral Norte, que faz parte da região do Vale do Paraíba, passa a partir de segunda-feira  para a fase laranja, que é a de controle.

Dessa forma, será permitida a abertura com restrições de imobiliárias, concessionárias, escritórios, comércio e shopping center.

A cor de cada região no mapa foi definida por critérios como taxa de ocupação de UTIs, total de leitos a cada 100 mil habitantes e números de casos, mortes e internações por Covid-19.

O plano foi elaborado por autoridades estaduais em sintonia com especialistas do Centro de Contingência do coronavírus e do Comitê Econômico Extraordinário que atuam voluntariamente em apoio ao Estado. Os eixos principais das cinco fases de reabertura também foram discutidos com prefeitos e representantes de diversas associações comerciais e empresariais.

As normas do Estado autorizam prefeitos de cidades a conduzir e fiscalizar a flexibilização de setores segundo as características dos cenários locais. Os pré-requisitos para a retomada são adesão aos protocolos estaduais de testagem e apresentação de fundamentação científica para liberação das atividades autorizadas no Plano São Paulo.

Os setores deverão apresentar os protolocos de funcionamento às respectivas prefeituras.

Estes índices serão avaliados semanalmente e caso se mantenham ou sejam reduzidos, a região passa para uma fase de maior flexibilização ou para uma restrição maior. Essa última condição poderá ocorrer de forma imediata.

Dória afirmou que a quarentena vai salvar 65 mil vidas até 31 de maio e fez um alerta: Se tivermos de dar um passo atrás nas medidas anunciadas, não hesitaremos para salvar vidas”.

O governador ressaltou que a gradual e segura retomada das atividades econômicas se baseia em dados técnicos.

Com relação à Educação, como a retomada requer mais cuidados, será feito um plano específico de retomada em fases, que será divulgado nos próximos dias.

Fonte/Reprodução: Radar Litoral.

Aguilar Junior anuncia medidas de flexibilização da atividade econômica a partir de 1º de junho

O prefeito de Caraguatatuba, Aguilar Junior, anunciou na tarde desta quarta-feira (27) as regras de isolamento seletivo, com permissão de flexibilização no funcionamento de atividades econômicas do município a partir de 1º de junho. Trata-se do Plano de Retomada Econômica de Caraguatatuba.

A cidade foi classificada pelo Governo do Estado na Fase 2 no Plano de Retomada Consciente, onde está inserida a Região da Diretoria Regional de Taubaté.

A definição de fases leva em conta a média da taxa de isolamento, o número de casos confirmados/óbitos e a estrutura hospitalar para acolher pacientes neste momento da pandemia.

Com isso, a cidade de Caraguatatuba poderá flexibilizar as atividades imobiliárias, concessionárias, escritórios, comércio, shopping center, além da construção civil que já estava liberada.

Essa flexibilização já está contida no Plano de Retomada Econômica de Caraguatatuba. O decreto foi confeccionado com base no relatório apresentado pela Comissão de Retomada Econômica criada na cidade, assinado pelo prefeito Aguilar Junior em 30 de abril de 2020.

O levantamento das informações foi baseado no Plano São Paulo e da Fiesp e o grupo realizou seis reuniões on line/presencial até chegar a versão final que foi entregue à Prefeitura com dados até 22 de maio.

A comissão é composta por representantes das Secretarias de Saúde, Assuntos Jurídicos, Comunicação Social, Fazenda, Urbanismo, Educação, Turismo, Desenvolvimento Social e Cidadania, Fundo Social de Solidariedade, Planejamento Estratégico e Desenvolvimento, além da Câmara Municipal, Associação Comercial e Empresarial, Conselho de Turismo, Associação de Hotéis e Pousadas, Associação de Quiosques, Academias, Marinas, OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Sindicato dos Comerciários, Contadores, Corretores de Imóveis, Polícia Militar, Shopping Serramar, Caraguá Praia Shopping, Conselho de Pastores e Ministros Evangélicos e Diocese de Caraguatatuba.

O prefeito de Caraguatatuba, Aguilar Junior, elogiou o processo democrático na elaboração do Plano de Retomada Econômica. “Nosso plano é baseado em estratégias de cautela, segurança e respeito às realidades de cada segmento, mas precisamos entender que todos os cuidados ainda são extremamente necessários. Estamos comprometidos com uma retomada que se mostra viável para nossa economia e que não perca, em momento algum, o foco primordial que é a preservação de vidas. Agora é um desafio e a responsabilidade é de todos”, cita.

Os comércios liberados terão de atender todas as normas estabelecidas pelos técnicos da Vigilância Sanitária do Município, como distanciamento mínimo, controle de acesso, uso de máscaras e álcool em gel, entre outros itens.

Os critérios de funcionamento de cada segmento serão publicados em decreto municipal até o final de semana no Diário Oficial do Município.

Saiba mais sobre o Plano Estratégico de Retomada Econômica de Caraguatatuba: http://www.caraguatatuba.sp.gov.br/pmc/wp-content/uploads/2020/05/PlanoEstrategico-Final-1.pdf

Proibição

Continuam proibidas nesta fase, ou seja, pelo menos até o dia 15 de junho, o funcionamento das seguintes atividades: bares, restaurantes e similares, salões de beleza, academias, teatros, cinemas, além da realização de eventos esportivos e culturais.

A flexibilização deverá ser decidida pelo Estado, quando a Região da Diretoria Regional de Saúde Taubaté mudar da fase 2 para a fase 3.

O prefeito Aguilar Junior vai solicitar ao Estado que a avaliação dos dados não sejam feitos como Região Metropolitana do Vale, mas sim apenas como Região do Litoral Norte. “Nossos índices são bons, assim como os municípios do Litoral Norte. A ideia é tentar antecipar que os outros serviços sejam liberados antes do previsto”.

Fonte/Reprodução: Radar Litoral.

Praias de São Sebastião são reabertas para atividades físicas individuais de segunda a quinta

Passado o ‘megaferiado’, a Prefeitura de São Sebastião autorizou a volta das atividades físicas individuais nos espaços públicos ao ar livre, inclusive nas praias, de segunda e quinta-feira. O decreto municipal voltou a vigorar na terça-feira (26) e trata também das regras para que as atividades aconteçam, inclusive indicando o uso de máscaras para todos os praticantes.

Está proibida qualquer aglomeração de pessoas quando das práticas de atividades físicas, além da exigência do distanciamento de 2 metros de distância entre um praticante e outro durante a atividade. Vale lembrar que o tempo de permanência do praticante deverá ser de no máximo 1 hora, permitindo que mais pessoas possam se beneficiar da prática da atividade física.

As medidas neste decreto poderão ser reavaliadas a qualquer momento, por decisão do Comitê de Gestor de Crise.

Fonte/Reprodução: Radar Litoral.

São Sebastião confirma morte por Covid-19 de turista que passava a quarentena na cidade

Uma mulher de Guarulhos que passava a quarentena em São Sebastião morreu vítima da Covid-19, após permanecer internada por 24 dias na UTI respiratória. A informação foi passada pelo prefeito Felipe Augusto, durante transmissão ao vivo em uma rede social, no início da tarde desta terça-feira (26).

O prefeito reiterou informação anterior de que quatro pessoas vítimas do coronavírus estavam internadas na UTI, das quais duas eram turistas. “A senhora veio passar a quarentena em São Sebastião e apresentou os sintomas da doença. Foi diagnosticada, internada e transferida para a alta complexidade, onde permaneceu intubada por 24 dias e, infelizmente, veio a falecer”.

Trata-se de uma moradora de Guarulhos, de 81 anos, que tem residência de veraneio em São Sebastião, e precisou ser atendida com sintomas de Covid-19 no município.

Esta é a segunda morte registrada de pessoas não moradoras no Município. A anterior foi de um tripulante de um barco de pesca de Itajaí.

Segundo o prefeito, neste caso específico, o óbito ficará registrado na cidade de Guarulhos, onde a pessoa residia, conforme os protocolos da Vigilância Sanitária.

São Sebastião tem quatro mortes confirmadas da doença, sendo duas delas de moradores locais e duas de pessoas que não residiam no Município.

Fonte/Reprodução: Radar Litoral.

Banco do Povo de Ilhabela empresta mais de R$ 1,5 milhão a microempresários neste ano

O Banco do Povo de Ilhabela, uma parceria com a Prefeitura de Ilhabela, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e do Turismo, liberou nesse início de ano de pandemia um total de R$ 1.556.450,00 de empréstimos aos pequenos empresários e microempreendedores, com juros mais baixos em relação aos praticados no mercado. 

De acordo com a prefeitura, foram atendidas 80 microempresas, no período de fevereiro até 19 de maio de 2020. O Banco do Povo tem registrado oito pedidos por dia. Há ainda casos que os documentos continuam sendo analisados. A prefeitura tomou essa medida pela manutenção do emprego, por isso os empréstimos foram firmados em condições especiais, como juros baixos.

Artesãos, pescadores, produtores rurais e pessoas jurídicas receberam crédito em condições especiais conseguiram os empréstimos, em situação extraordinária. Nesse período, o empreendedor conseguiu pedir empréstimo ao Banco do Povo no valor de até R$ 20 mil e com taxa de juros de 0,35% ao mês; com carência de 90 dias.

Mesmo com o trabalho de combate à proliferação da Covid-19, a prefeitura manteve o atendimento em tempo integral, de maneira eletrônica, por agentes de crédito, pelo WhatsApp e e-mail: bancodopovo@ilhabelha.sp.gov.br; de segunda a sexta-feira.

O Banco do Povo é um programa de microcrédito para pequenos empreendedores; desenvolvido pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE).

Ações

Ilhabela implantou o programa de socorro ao trabalhador, já investiu R$ 7 milhões na entrega de aproximadamente 6 500 cartões (no valor de R$ 1 045,00) e 300 de Auxílio Aluguel Emergencial (R$960,00) para pessoas vítimas da crise econômica provocada pela pandemia.

A prefeitura também já estuda medidas socioeconômicas voltadas ao enfrentamento da crise econômica no período da pós-pandemia.

A prefeita Maria das Graças Ferreira dos Santos Souza, a Gracinha, disse que “precisamos ampliar as medidas socioeconômicas. Já temos cerca de seis mil e quinhentos cartões circulando pelo comércio da cidade. São mais de seis mil famílias que podem se alimentar decentemente em um programa que incentiva o consumo nos estabelecimentos do município”, destacou.

Outras frentes

Além desse atendimento da prefeitura e do Banco do Povo, a Prefeitura está esperando a liberação de aporte de R$ 50 milhões do Desenvolve SP, a Agência de Desenvolvimento Paulista, uma instituição financeira do governo do Estado de São Paulo que promove, desde 2009, o desenvolvimento sustentável do Estado por meio de operações de crédito consciente e de longo prazo para as pequenas e médias empresas paulistas. A aprovação desse aporte conta com o apoio do Gestor de Captação de Investimentos, Eduardo Madeira, responsável pelas linhas de financiamento de crédito turístico do governo paulista.

Outra iniciativa recente em favor dos empresários veio do Ministério do Turismo, que liberou linha de crédito de R$ 5 bilhões para empresas de turismo que possuem o CADASTUR (Sistema Nacional de Cadastro dos Prestadores de Serviços Turísticos), o sistema online de cadastro de empresas e profissionais do setor de turismo, que tem o objetivo de promover o ordenamento, a formalização e a legalização dos prestadores de serviços turísticos no Brasil.

Outra notícia favorável proveniente de Brasília é que o presidente Jair Bolsonaro assinou nesta segunda-feira (18) a MP que pode oferecer crédito para empresas negativadas. A lei concede uma linha de crédito para pequenas e microempresas enfrentarem os efeitos da pandemia do coronavírus. O Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) prevê uma linha de crédito até o limite de 30% da receita bruta obtida em 2019. São R$ 15,9 bilhões, que devem ser usados para o desenvolvimento e o fortalecimento dos pequenos negócios.

A lei assegura taxa de juros anual máxima igual à Selic mais 1,25% sobre o valor concedido, com prazo de 36 meses.
Fonte/Reprodução: Radar Litoral.

Aguilar Junior apresenta readequação da UPA Central para atendimento exclusivo de Covid-19: “estamos preparados”

O prefeito de Caraguatatuba, Aguilar Junior, acompanhado do secretário de Saúde, Amauri Toledo, apresentou na tarde desta segunda-feira (25/5), as adequações realizadas na UPA Central para atendimento exclusivo de pacientes com suspeita de coronavírus (Covid-19).  “Estamos preparados”, disse o prefeito. Uma visita técnica com médicos da unidade foi realizada para a apresentação a vereadores e à imprensa. O Radar Litoral acompanhou a vistoria, com transmissão ao vivo na página oficial no Facebook. O prédio passou por adequação em dois andares, onde funcionavam o Centro de Aleitamento Materno (hoje no Pró-Mulher) e a Secretaria Municipal de Saúde, deslocada para a Sepedi.

No início da visita, o prefeito e o secretário de Saúde mostraram o caminho feito pelo paciente que chega a unidade com suspeita de coronavírus, desde a recepção até o ambulatório. Em seguida, vereadores e jornalistas conheceram a área de emergência. 

Conforme explicou o prefeito, o plano de contingência está dividido em fases. Na primeira, os 39 novos leitos da Santa Casa, sendo 7 de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e 32 de isolamento, sendo 20 para adultos e 12 para crianças. Nesta segunda-feira (25/5), segundo informou o próprio prefeito durante a coletiva, os sete leitos de UTI destinados a atendimento de Covid na Santa Casa estavam ocupados. Dos 32 leitos de isolamento, 13 estão sendo utilizados, nenhum na pediatria.

Aguilar Junior ressaltou ainda a abertura do Hospital Regional, com 14 leitos de UTI, e que também integra o plano de contingência da cidade. Ele enfatizou que, por ter aberto as UPAs Norte e Sul, a UPA Central pôde ser destinada ao atendimento exclusivo de Covid. 

Assim, conforme explicou, a segunda fase do plano de contingência inclui 17 leitos de UTI (12 na UPA Centro, três na UPA Sul e dois na UPA Norte). Neste processo foram adquiridas 100 camas hospitalares, sendo 80 para UPA Centro e 20 na UPA Sul – que somente serão montadas de acordo com a demanda.

A visita contou com a presença do presidente da Câmara, Carlinhos da Farmácia, e dos vereadores Tato Aguilar, Duda e Dênis Guerra. “Nós estamos preparados para o atendimento. Vivemos um momento extramamente difícil e quando vemos sensacionalismo, quem perde é a população na rua”. 

Ao final da visita, Aguilar Junior ainda relatou os valores investidos. A reforma da UPA Central para a readequação de dois andares, incluindo recuperação de telhado e sistema de ar-condicionado, custou R$ 161 mil. A prefeitura investiu ainda R$ 100 mil para aquisição de 10 monitores multiparâmetros.

O prefeito ainda informou que cinco respiradores com monitores foram alugados pelo valor de R$ 7,5 mil/mês por respirador/monitor. Os equipamentos foram levados para as UPAs Sul e Norte. As 100 camas hospitalares custaaram R$ 184 mil.

Fonte/Reprodução: Radar Litoral.

Repasse de royalties para cidades do Litoral Norte cai R$ 20 milhões em dois meses devido à pandemia do coronavírus

As cidades do Litoral Norte tiveram uma redução de 44,53% no repasse de roaylties do petróleo entre os meses de março e maio deste ano provocada pela pandemia da Covid-19. Os municípios receberam R$ 25.659.760,51 em maio contra R$ 46.265.293,54. E a tendência é de queda para os próximos meses, segundo o ex-prefeito de São Sebastião, Luiz Alberto de Faria, o Luizinho, especialista no tema.

No mês de março, São Sebastião recebeu R$ 12.485.692,00, enquanto em maio o valor foi de R$ 5.120.680,04. A queda no repasse foi de 58,9% em dois meses.

A segunda maior queda foi de Caraguatatuba que, em março recebeu R$ 11.147.381,00 e neste mês de maio o repasse foi de R$ 4.705.759,46. A redução foi de 57,7%.

Ilhabela, que recebe o maior valor teve também a menor queda percentual. Em março, o município recebeu recursos na ordem de R$ 22.632.220,52. Já em maio, houve uma queda de 30,3% e o valor repassado chegou a R$ 15.833.321,00.

Sem grandes participações no repasse de royalties, Ubatuba recebeu em março pouco mais de R$ 77 mil, valor que caiu para R$ 57 mil em maio.

Análise

O ex-prefeito de São Sebastião Luizinho Faria, especialista em royalties, afirmou que, como dizem alguns economistas, há uma tempestade perfeita, com alguns fatores que colaboram para a redução dos repasses. “A pandemia do coronavírus que reduziu muito o consumo, a queda do preço do petróleo e a redução nos Estados Unidos, que é grande consumidor”.

Segundo Luizinho, essa situação vai perdurar, pois o pagamento é relativo a 60 dias atrás. “Ou seja, o repasse de maio refere-se à produção de março. No mês que vem (junho), referente a abril, mês de maior pico da pandemia. Essa redução pode ser ainda maior nos próximos meses. Quando mais perdurar a pandemia, maior será a redução do repasse”, afirmou o ex-prefeito.

Fonte/Reprodução: Radar Litoral.