O equilíbrio entre a saúde e a economia é o que busca Caraguatatuba, conforme afirmou o prefeito Aguilar Júnior, durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta segunda-feira (03), no saguão do Teatro Mário Covas. Estiverem presentes também membros do Conselho Municipal de Saúde.

Na oportunidade, ele traçou a evolução da doença em Caraguatatuba, desde que a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou a pandemia no dia 11 março deste ano.

Citou que, rapidamente foi montado um comitê de enfrentamento e Plano de Contingência da Saúde à crise. A primeira fase do plano foi imediata com a criação/adaptação de 39 leitos exclusivos para o combate à Covid-19 dentro da Casa de Saúde Stella Maris. Sete leitos de UTI com respiradores, 20 leitos de Enfermaria Adulto e 12 leitos de Enfermaria Pediátrica.

Ainda em março, a Prefeitura colocou em funcionamento a 2ª fase do Plano, com a liberação de leitos na UPA Centro (Unidade de Pronto Atendimento), que foi totalmente reformada e adaptada para atender pacientes suspeitos ou confirmados de Covid-19 e ainda àqueles com síndromes gripais. São 80 leitos (entre Enfermaria e Observação) e 22 respiradores para os casos de emergência.

O Centro de Especialidades Médicas e Odontológicas (CEM/CEO) foi adaptado e transformado em UPA para atendimentos de outras patologias que não sejam Covid-19 ou síndrome gripal.

A UPA Sul (Perequê-Mirim) além das ocorrências de rotina, separou um espaço para casos de Covid-19 e síndromes com três leitos com respiradores. Assim como a UPA Norte (Massaguaçu), com dois leitos com respiradores.

Além disso, todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) passaram a separar os atendimentos para pacientes comuns e pacientes com sintomas gripais. Os profissionais da saúde passaram a seguir, rigorosamente, os protocolos repassados pelo Ministério da Saúde.

Paralelo a isso, o prefeito Aguilar Junior, atuou persistentemente junto ao governo do estado para a abertura do Hospital Regional do Litoral Norte para atendimento dos casos da Covid-19. Na primeira semana de abril, essa unidade hospitalar começou a atender pacientes com o novo coronavírus. Hoje estão disponíveis 20 leitos de UTI e 10 de Enfermaria.

Materiais e Equipamentos

Aguilar Junior ressaltou os investimentos realizados no sistema municipal de saúde, nesse período de pandemia, totalizando até o momento, R$ 2.113.458,78.

Foram adquiridos equipamentos de proteção individual como máscaras, aventais descartáveis, álcool em gel, 100 camas hospitalares monitores multiparamédicos, locação de monitores cardíacos e ventiladores pulmonares no valor de R$ 1.244.889,00 (compras por dispensa de licitação).

Por meio de processo licitatório, a Prefeitura adquiriu luvas, kits de inalação, aventais descartáveis, tendas, Teste Rápido Covid-19 e medicamentos, no valor de R$ 243.593,60.

Também foi efetuada compra direta, no valor de R$ 163.806,60, de 275 unidades de Teste Rápido Covid-19, hastes flexíveis e tubos tipo flacon, medicamentos e manutenção de respiradores.

Há compras em negociação, no valor de R$ 461.169,58, para 11 mil unidades de testes rápidos, medicamentos, hastes flexíveis e tubos tipo flacon, monitores multiparamédicos.

“Estivemos na Câmara Municipal por duas vezes para demonstrar os investimentos e gastos aos membros do Legislativo. Acho importante que os vereadores acompanhem nossas ações”, afirmou o prefeito.

Tomografia

O prefeito destacou ainda a aquisição de 5.500 exames de tomografia pelo preço da tabela do SUS (Sistema Único de Saúde).

Foram repassados R$ 750 mil à Organização João Marchesi, responsável pela instalação e manutenção do tomógrafo na UPA Centro.

Até o momento, mais de 2.500 exames já foram feitos, sendo que em mais de 30% a imagem de vidro fosco nos pulmões, característica da Covid-19, agilizou o diagnóstico e tratamento da doença.

Fiscalização

Servidores das Secretarias da Saúde, Fazenda, Urbanismo, Saúde e Procon promoveram ações de inspeção e orientação de oito mil estabelecimentos (bancos, casas lotéricas, supermercados) no que se refere ao cumprimento dos Decretos específicos da pandemia, como uso de máscara, álcool em gel a 70% e funcionamento.

Mais de 200 estabelecimentos foram fechados em algum momento por desrespeitarem o decreto da pandemia. Também foram fiscalizados 82 igrejas, 51 quiosques e 128 ambulantes.

Barreiras sanitárias foram montadas na entrada da cidade, principalmente nos feriados, para orientar moradores e munícipes. Cerca de três mil veículos foram abordados, onde foi aferida a temperatura dos passageiros e repassadas instruções a seguir durante a pandemia.

Além disso, o Fundo Social de Solidariedade distribuiu cerca de sete mil máscaras de proteção facial com o apoio dos alunos da Guarda Mirim.

Aguilar Junior destacou o serviço da Secretaria de Serviços Urbanos, com o apoio da Sabesp, Exército e FarmaConde de desinfecção sistemática nos pontos de ônibus da cidade com hipoclorito, substância que mata o novo coronavírus.

Volta às aulas

O prefeito Aguilar Junior disse que ainda não tem uma data definida da retomada às aulas presenciais.

Esta semana, o Comitê de Elaboração do Plano de Retomada das Aulas Presenciais, que conta com representantes dos professores, educadores, pais ou responsáveis, terá a primeira reunião.

“Temos que seguir as diretrizes do governo estadual. Mas estamos tomando as providências para que o calendário seja retomado com tranquilidade e segurança”, afirmou.

Retomada da Economia

Apesar de Caraguatatuba ter tido uma queda de R$ 67 milhões na arrecadação (royalties, ISS, ICMS, Fundeb) no primeiro semestre por causa da pandemia, Aguilar Junior assegurou que a folha de pagamento do funcionalismo está em dia assim como as obras de melhorias para o município.

Com a abertura gradual das atividades de comércio e serviços, determinadas por Decretado estadual, o município está novamente movimentando a economia.

Desde o início da pandemia, Aguilar Junior tem se reunido com empresários da cidade e integrantes da Associação Comercial de Caraguatatuba, e demais setores, no sentido de implementar diálogos e ações que minimizem os impactos da pandemia nos negócios.

Caraguatatuba foi a primeira cidade do Estado a participar do ação digital do Sebrae/SP do “Programa Enfrente! – Maratona Digital do Sebrae/SP”, que abordou por meio de workshop online e gratuito, temas com enfoque em crédito, venda, renegociação, finanças e benefícios para que empresários e empreendedores locais enfrentem a crise provocada pelo Covid-19.

O Sebrae ofereceu ainda 128 cursos online gratuitos em seu portal, além de jogos e e-books (livros eletrônicos) sobre empreendedorismo. Em junho, foi realizado o workshop gratuito ‘Programa Enfrentar’ com mais palestras on-line sobre vendas, finanças e legislação para os empresários e empreendedores. Ainda vários cursos para o setor de turismo, bares e restaurantes para retomada dos negócios.

“A palavra-chave no momento, é equilíbrio. A meta da nossa administração, é manter a reabertura dos negócios de forma segura, respeitando sempre o Decreto Estadual. Tenho certeza que com a colaboração de todos, voltaremos “ao novo normal” com a retomada do nosso calendário turístico e atividades que proporcionem o crescimento econômico do nosso município”, concluiu.
Fonte/Reprodução: Radar Litoral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *