A Prefeitura de Caraguatatuba informa que retoma a vacinação contra a gripe, nesta quinta-feira (26). As doses serão aplicadas somente em domicílio, com o objetivo de evitar aglomeração e deslocamento do público-alvo, os idosos.

Na 1ª fase da Campanha de Vacinação contra a Gripe, que teve início na segunda-feira (23), Caraguatatuba recebeu apenas 4.900 doses que se esgotaram em menos de três horas.

A secretária adjunta de Saúde, Derci Andolfo, e a coordenadora da Atenção Básica, Amélia Maria Ferreira, explicaram que as equipes de saúde da família das 11 Unidades Básicas de Saúde estarão realizando, de casa em casa, a vacinação dos idosos.

“Faremos um cronograma para atender a todos, nesta e na próxima semana. Fiquem tranquilos. Vocês receberão a visita de uma equipe em suas casas”, afirmou Amélia.

Sobre os idosos que não têm cadastro em uma das UBS do município, a secretária adjunta esclareceu que essas pessoas ou responsáveis devem ligar para a unidade do bairro onde moram e efetuar a inscrição.

Sobre os profissionais de Saúde que também devem ser vacinados nessa 1ª fase, a secretária adjunta de Saúde, Derci Andolfo, disse que cada um também receberá a vacina na unidade em que trabalha ou do bairro onde reside.

Essa vacina é composta por vírus inativado, protege contra os três vírus que mais circularam no hemisfério sul no ano passado: Influenza A (H1N1), Influenza B e Influenza A (H3N2).

Esta vacina não tem eficácia contra o coronavírus, porém, neste momento, irá auxiliar os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para coronavírus, já que os sintomas são parecidos. E, ainda, ajuda a reduzir a procura por serviços de saúde. Estudos e dados apontam que casos mais graves de infecção por coronavírus têm sido registrados em pessoas acima de 60 anos, grupo que corresponde a 20,8 milhões de pessoas no Brasil.

Calendário

A 1ª fase da Campanha de Vacinação contra a Gripe começou segunda-feira (23) e se estende até o dia 15 de abril. É voltada, especificamente, para idosos e trabalhadores da saúde. Para evitar o contato de crianças e idosos neste período, o Ministério da Saúde pede que pais e responsáveis não levem as crianças aos postos de saúde para vacinação de rotina.

A 2ª fase da campanha terá início no dia 16 de abril com objetivo de vacinar doentes crônicos, professores (rede pública e privada) e profissionais das forças de segurança e salvamento.

A última fase, que começa no dia 9 de maio e priorizará crianças de seis meses a menores de seis anos, pessoas com 55 a 59 anos, gestantes, puérperas (mães até 45 dias após o parto), pessoas com deficiência, povos indígenas, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade.

Fonte/Reprodução: Radar litoral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *